domingo, 6 de abril de 2014

CRISE EXISTENCIAL E CRISE INDIVIDUAL: UMA HOMENAGEM AO MATHEUS DE OLIVEIRA PAZ DANTAS. A VIDA DA ESSÊNCIA CONTRA A MORTE DA EXISTÊNCIA

Muito tempo e pouco espaço. Muito tempo e pouco espaço para caber-me. Rupturas dos grilhões etéreos fluídos da existência. Sistemas diminutos diante da imensidão imane do outro. Altruísmo? Solidariedade? Caridade? Talvez não pertencimento aos limites dos paradigmas racionais do lucro e da indeterminação ontológica.
Será Jesus folclore? Será o cristianismo o plasma dos interesses frustrantes das irrealizações ilusórias? Não, não, não!
Perdoem-me, não tenho em mim as indagações das minhas subjetividades, mas o perspectivismo das realidades alheias.
Perdoem-me, a transcendência absoluta do meu ser na direção essencial da relatividade dos outros não me contém.
Perdoem-me, a pureza existencial nas delimitações da psiché confundem a química do meu cérebro.
Continuo o caminho do ser. Realizo a supremacia do eu na opção, incompreensível, do outro.
O caminho é longo, curto, largo e estreito. Procuro definir a minha indefinição efetivando o meu ser pulsante nas necessidades alheias e rejeitando o meu não ser, dono de si mesmo e das suas limitações.
Caminho e o caminho é o outro, termômetro irreparável daquilo que sou. Não consigo sair de mim sem passar pelo mundo. Não consigo dar sentido à minha existência sem o pulsar da humanidade.
Chega! A Natureza me espera, a essência da Vida explode na inconformidade das formas voláteis que habitam a história. O individualismo cede à supremacia do todo. Retorno absoluto dos que partem de si e voltam para os braços dos outros e do mundo.
Jesus Cristo não é Folclore!

Prof. Mac Dowell Leite

4 comentários:

  1. Caro, amigo, um belo texto recheado de antíteses e de verdades.Se todos nós conseguíssemos ver no outro a nossa felicidade, certamente seríamos mais felizes e menos preocupados com o consumismo exacerbado que nos atormenta.

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto, embora não tão grande, em sua totalidade transmite-nos de modo tácito uma mensagem profunda e uma reflexão ponderosa e indispensável. Poucas pessoas em meio ao fremente dia-a-dia costumam pensar à respeito de crises existenciais e essência da vida e do ser. Texto excelente!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada! Profunda e sinceramente, obrigada!

    ResponderExcluir